Blog

Síndrome Tensional do Pescoço

 

Embora várias possam ser a causa, o fato é que cada dia mais pessoas apresentam dores no pescoço que irradiam ou se iniciam no ombro. Estes sintomas podem significar que o indivíduo apresenta a Síndrome Tensional do Pescoço (STP).

Ela é uma desordem orgânica e funcional, causada pelo trabalho repetitivo, aumento da carga muscular estática, postos de trabalho inadequados. O trabalho em computador pode ter relação direta com a síndrome e deve ser um dos primeiros focos de investigação pelo profissional.
A STP pode provocar a cefaleia tensional, embora sua causa exata ainda seja desconhecida. Há muito tempo se acreditou que elas eram provocadas por tensão muscular ao redor da cabeça e pescoço. A posição inadequada da cabeça e do membro superior durante uma determinada atividade são causas comuns. Postura e exercícios físicos inadequados, além do estresse emocional, também podem deflagrar a síndrome.
As principais queixas de que sofre com a STP são as constantes dores no pescoço (região cervical) e ombro, fraqueza e fadiga muscular, parestesia (diminuição de força por formigamento). Já os sinais clínicos demonstram uma hipersensibilidade muscular, contratura muscular com a presença de nódulos dolorosos, dores a palpação na região cervical e no músculo trapézio (principalmente fibras superiores), aumento do tônus muscular, limitação dos movimentos, diminuição da lordose cervical (fisiológica) e uma queda do ombro levando a dismetria.
As principais indicações de tratamento são o repouso, afastamento do trabalho, relaxante muscular (uso de drogas), calor superficial e profundo o uso de colar cervical e fisioterapia, principalmente a Reeducação Postural Global (R.P.G.), massagem e manipulação da região cervical. A hidroterapia tem sido adotada como um conceito novo neste tipo de tratamento.

Endereço

R. Quintino Bocaiúva, 950
Moinhos de Vento | CEP 90440-050
Porto Alegre - RS

Telefone

(51) 3330-8586

Redes Sociais