Blog

Por que as dores na coluna aumentaram com o trabalho remoto? Saiba o que fazer para evitar o problema

Essa é a realidade de muitas pessoas que começaram o trabalho remoto devido à pandemia de COVID-19: a dor nas costas surgiu sem pedir licença. O que já era o problema de muitos, piorou ainda mais. Afinal, passar o dia todo sentado, muitas vezes sem a postura adequada, só pode ter consequências em nosso corpo. 

Transferir o ambiente laboral para dentro de casa, sem uma estrutura adequada, em conjunto com a interrupção dos exercícios físicos, pode ser o grande inimigo da coluna. Em uma pesquisa da Fiocruz, que avaliou o comportamento das pessoas durante a pandemia, concluiu-se que 50% dos indivíduos que já apresentavam queixas de dor crônica na coluna relataram aumento da dor. Os dados também mostraram que 41% das pessoas entrevistadas passaram a desenvolver o problema. 

 

A dor se manifesta naturalmente, porque nossa musculatura não está adequada a estas atividades. A tensão intensifica a atrofia muscular geral, o que diminui a massa muscular e leva a dores que afetam em geral as articulações da lombar, dorsal e joelho. Controlar a postura é muito importante: mantenha-se ereto na cadeira, com cotovelos e antebraços apoiados. Procurar ajuda de um fisiatra, profissional especialista na reabilitação integral do indivíduo, é outra alternativa para quem sofre da condição. 

 

O tempo excessivo gasto com celulares, tablets, notebooks e computadores atinge a qualidade de vida, prejudicando, sobretudo, a coluna. Por isso, listamos algumas dicas que reduzem o impacto do 

uso desses aparelhos: 

  1. Computador de mesa: mantenha a coluna alinhada e apoiada. Escolha uma cadeira ajustável de acordo com a sua altura ou coloque um apoio para os pés, fazendo um ângulo de 90° nas pernas. Posicione o monitor para que sua linha de visão seja uma linha reta até o centro da tela.
  2. Notebook: nada de colocar o notebook no colo, use-o na mesa com um suporte para que sua posição fique adequada como se fosse um computador de mesa, regulando a altura da tela. O ideal é colocar um teclado adicional. Do contrário, ou a tela ou o teclado ficará em posição desconfortável.
  3. Tablet: poucas pessoas usam suporte de tablet para mesa, então, para que você não fique com a cabeça muito para baixo, use um apoio para elevar o tablet. Uma almofada resolve.
  4. Smartphone: posicionar o aparelho mais para cima já causa menos tensão, mas o ideal é evitar o uso prolongado ou, quando isso for necessário, adquirir objetos que melhorem a postura é um investimento recomendável.

Gostou das dicas? Confira mais conteúdos exclusivos MEDFIS aqui. 

Endereço

R. Quintino Bocaiúva, 950
Moinhos de Vento | CEP 90440-050
Porto Alegre - RS

Telefone

(51) 3330-8586

Redes Sociais